Como usar a psicologia das cores para o marketing digital?

A psicologia das cores é o estudo que mostra a forma como nosso cérebro identifica e transforma as cores em sensações. A influência das cores pode ser observada na publicidade, na decoração de casas e escritórios, na moda, na maneira como gostaríamos de ser vistos, entre outros.

Como usar a psicologia das cores para otimizar seu marketing online?

Escolha as melhores cores para fazer a sua campanha de marketing se destacar.

Escolher as cores em uma campanha de marketing é desafiador porque elas afetam cada uma das (aparentemente infinitas) etapas da comunicação — do branding à experiência de usuário.

A boa notícia é que você também pode contar com um forte componente intuitivo para ajudá-lo nessas escolhas.

Só que não se trata apenas da sua intuição ou gosto pessoal, e sim, da percepção de seu público-alvo. Por isso, vale a pena entender a fundo qual a influência da escolha das cores para o sucesso de uma campanha de marketing.

Como a teoria de Gestalt pode ser aplicada a escolha de cores

Sua estratégia de marketing pode se beneficiar — e muito — com o reconhecimento de padrões de comportamento visual em relação ao uso das cores.

Esses padrões são os fenômenos psicológicos nos quais o conceito de Gestalt se baseia — de forma simples, essa teoria analisa as ‘configurações’ psicológicas que fazemos através da organização de nossas percepções.

Psicologia das cores

Resumo da influência das cores em campanhas de marketing, com foco na cultura brasileira:

Amarelo – O amarelo é uma cor alegre e estimulante, especialmente em seus tons mais vibrantes. Por isso, é muito usada para atrair a atenção e até gerar impulsividade. Também pode ser associada à riqueza, pela aproximação com o dourado.

Laranja – Cor quente que transmite entusiasmo, criatividade e jovialidade. Também é usada para alertas e na ativação do sentido de urgência. O uso do laranja pode ‘aquecer’ sua comunicação e torná-la mais amigável. Dependendo do tom, a cor pode remeter à sensualidade e bom-gosto.

Vermelho – Cor intensa e energética, que pode tanto ser associada ao romantismo e paixão quanto à agressividade. O vermelho é uma cor de grande impacto visual e transmite força, confiança e excitação, além de estimular o senso de urgência e o apetite.

Azul – Cor muito utilizada em materiais corporativos por transmitir credibilidade, também pode ser considerada uma opção conservadora. Por ser uma cor fria, pode trazer sensações de frescor e também indicar um maior distanciamento.

Verde – Refrescância, tranquilidade, renovação, saúde e naturalidade são as principais sensações ativadas pelo verde. Em seus tons mais escuros, a cor é percebida como símbolo de riqueza, solidez e sorte. O verde costuma transmitir equilíbrio em um momento de decisão.

 

Dicas para acertar na escolha de cores da sua campanha

Ao elaborar designs para uma campanha de marketing, a escolha de cores também deve estar alinhada com os objetivos. Sua ideia é atrair, tornar o visual agradável para que a pessoa retenha as informações, gerar engajamento com a marca ou estimular uma determinada ação?

A percepção das cores pode ser algo inconsciente para seu público alvo, mas deve ser muito pensada antes que você coloque em prática a sua estratégia!

Faça uma “ 2 via “ da identidade visual

Vale a pena repensar os porquês de suas escolhas na composição da identidade visual da marca para elaborar uma campanha mais assertiva. Isso ajuda a manter os conceitos alinhados em cada etapa da estratégia de marketing.

Tendo isso em mente, você consegue ampliar a paleta de cores que ‘conversam’ com o seu branding. E, inclusive, você pode usar as novas cores para causar impactos diferentes quando desejar — sem perder sua conexão com os usuários que já reconhecem a marca.

 Mantenha a consistência na escolha de cores

Agora, você pode usar e abusar de suas ‘eleitas’ de diversas formas. Vale reforçar a identidade visual em suas redes sociais — através de filtros com uma tonalidade específica, por exemplo. Ou, então, trabalhar as cores com efeitos de sombras e brilhos em seus impressos.

Só não vale perder de vista a harmonia entre os materiais de sua campanha. Quanto mais fácil for a assimilação da cor na composição das mensagens, melhor será a identificação visual da marca e maior a eficiência de sua estratégia.

Assim como as tendências estão sempre se renovando, a forma com que as pessoas se relacionam com as cores também passa por diversas ‘atualizações’ e sofre influências culturais. Por isso é importante entender como essas informações visuais são reconhecidas pela mente e estar por dentro das novidades em termos de design.

Ao se aprofundar nesses processos, você passa a ter ferramentas para lidar melhor com as transformações na percepção do público-alvo de suas campanhas. E isso também contribui para consolidar a imagem da marca, através de uma ‘otimização’ do uso das cores.

Quer se alimentar de mais conteúdos super interessantes?

Acesse nosso blog!

Crie uma biografia perfeita para o instagram

Crie uma biografia perfeita para o instagram

Biografia para Instagram é um trecho disponibilizado em seu perfil para que você possa adicionar uma breve descrição do seu perfil, seja ele pessoal ou comercial. Ali existem limitações de caracteres, mas você pode adicionar hashtags, mencionar um outro perfil e colocar emojis.

A forma como se apresenta no espaço da biografia para Instagram é como as pessoas irão falar e se lembrar da sua marca. Além de ser útil para contar aos visitantes sobre o que faz e que tipo de conteúdo posta, a bio também serve para fortalecer a sua marca, conquistar seguidores e até para torná-los clientes ou parceiros.  

Dicas para a BIO perfeita

E se não sabe por onde começar e como definir a melhor bio para o Instagram, daremos aqui algumas dicas de como criar uma biografia perfeita :

Diga quem é você e por que isso importa

A primeira coisa que a sua bio deve fazer é explicar o que o seu negócio oferece e para quem você oferece o seu negócio.

Quando novos visitantes encontram o seu Instagram pela primeira vez, dê logo a eles as informações de que precisam para continuarem interessados no seu perfil. Você não terá a atenção deles por muito tempo, portanto, capriche em um texto conciso que mostre o que você tem a dizer rapidamente.

Use tags clicáveis para promover hashtags da sua marca e contas parceiras

O link na sua bio não é o único elemento em que seus visitantes podem clicar para saber mais sobre você.

Se você tem uma hashtag própria da sua marca, não deixe ela de fora da sua bio para atrair cliques e direcionar visitantes interessados para um feed de conteúdo da sua marca ou gerado por outros usuários. Para fazer isso, basta digitar a hashtag na sua bio.

Inclua uma chamada para ação

Acrescentar uma chamada para ação (CTA) no texto da bio pode ser uma grande vantagem para o seu negócio. As CTAs aumentam de forma significativa as chances de os usuários seguirem o seu comando, porque elas explicam exatamente o que deve ser feito e como.

Existem diversas ações para priorizar em uma bio (você pode até colocar várias delas juntas!), portanto, avalie qual é a mais interessante para o seu negócio.

Aproveite ao máximo o link da bio

Um leque de opções de geração de tráfego para o seu site a partir do Instagram se abriu com os links para Stories em contas comerciais e a possibilidade de comprar produtos sem sair do próprio Instagram. Mesmo assim, o link na bio ainda é uma oportunidade vantajosa para encaminhar visitantes para qualquer página que você queira que eles acessem, seja uma campanha de financiamento coletivo ou um vídeo no YouTube.

Muitas marcas deixam o link da página inicial de seu site até surgir a chance de promoverem algo mais específico.

Aposte nos “Botões de ação”

É muito comum que os usuários entrem em contato com você depois que descobrem a sua marca no Instagram.

Muitos enviam mensagem por Direct, e se essa for a única opção de contato disponível, não vai demorar para você ter dificuldades em gerenciar tantas mensagens. É por isso que é importante encaminhar os clientes para os canais de contato de sua preferência, seja um número de telefone, e-mail ou até as direções para a sua loja física.

Preencher suas informações de contato no Instagram transfere boa parte da responsabilidade da sua bio escrita para os “Botões de ação”, que são fáceis de identificar quando um cliente visita o seu perfil.

Organize os Destaques do seu perfil

Os Stories são fundamentais para o seu marketing no Instagram, e os Destaques aumentam a duração dos Stories no seu perfil. Você pode salvar Stories avulsos em diferentes coleções (os “Destaques”), que podem ser nomeadas e organizadas do jeito que você preferir.

Os Destaques ficarão disponíveis no seu perfil por tempo indeterminado, logo embaixo da sua bio e acima do feed de publicações. Ao clicar sobre eles, o usuário vai assistir a uma sequência de Stories.

Capriche na sua bio do Instagram

À medida que você constrói relacionamentos com outras pessoas no Instagram e publica conteúdo inédito para seus seguidores, os usuários da plataforma vão acabar visitando o seu perfil só por curiosidade ou para ficar por dentro das últimas novidades do seu negócio.

A bio é a oportunidade de causar uma boa primeira impressão da sua marca e convencer esses visitantes a conferirem o seu perfil por mais alguns minutos e, quem sabe, seguir você.

Quer aprender mais sobre alavancar resultados vantajosos com o marketing no Instagram? Leia nossos próximos artigos em nosso blog.

O maravilhoso marketing da Disney

O maravilhoso marketing da Disney

Segundo análise de KOTLER, poucas empresas têm se mostrado capazes de se conectar tão bem com um público específico como a Disney. Desde a sua fundação, a marca sempre foi sinônimo de entretenimento de qualidade para toda a família. No início de tudo, a Disney tratava-se apenas de desenhos simples em preto e branco, crescendo e tomando proporções estratosféricas. Parques temáticos, filmes, tv’s, teatro e, claro, produtos de consumo estão por toda a parte.

Impossível falar em Disney sem mencionar o ícone Mickey Mouse, que auxiliou consideravelmente a existência da marca nos momentos de sobrevivência – sim, como todas as empresas, a Disney também passou por um caminho de “vacas magras”. O Mickey mostrou a todos que a visão anterior de uma empresa sem sucesso cairia tão cedo quando se poderia imaginar.

O primeiro filme, Branca de Neve e os sete anões, atraiu um grande público e o seu sucesso abriu portas para, 3 décadas depois, o surgimento de outros clássicos como: Pinóquio, Bambi, Cinderela, Peter Pan, Mary Popins e Se o meu Fusca falasse.

O mágico efeito Disney: saiba como encantar o seus clientes

Walt Disney chegou a ser intitulado “a pessoa mais conhecida do mundo”, fazendo com que a sua empresa e marca atingisse níveis altíssimos de expansão e sucesso. Depois da sua morte, em 1966, o irmão Roy Disney assume como CEO, ampliando ainda mais o império Disney.

Com a morte de Roy, a Disney passou por alguns anos de instabilidade porém, na década de 80, a Walt Disney Company voltou a se firmar, detectando novos nichos de mercado e as particularidades das novas estruturas familiares, expandindo também para públicos mais velhos. Para conquistar a nova geração de crianças, os filmes antigos foram sendo disponibilizados em preços baixíssimos, ao mesmo tempo que a marca foi investindo em parques temáticos e produções teatrais.

Hoje, a Disney é composta por: The Disney Studios, criadora de filmes e peças de teatro; Parks e Resorts composto por 11 parques temáticos, cruzeiros e tudo relacionado a viagens; Disney Consumer Products, onde os produtos da marca são vendidos; Media Networks, com redes de televisão como ESPN, ABC e Disney Channel, além do Interactive Media.

Na explanação de Kotler “o maior desafio da Disney hoje é fazer com que uma marca de 90 anos de idade se mantenha relevante e atual para seu público principal sem deixar de permanecer fiel a sua tradição e valores centrais”. Ainda, segundo o novo CEO da empresa, Bob Iger “sendo uma marca que as pessoas procuram e na qual confiam, ela abre portas para novas plataformas e mercados e, portanto, a novos consumidores. Quando se lida com uma empresa que tem grande legado, é preciso administrar decisões e conflitos que surgem do confronto entre tradição, inovação e relevância. Eu acredito muito no respeito pela tradição, mas também acredito nas necessidades de inovar e de conciliar o respeito pela herança com a necessidade de ser relevantes”, diz.

Devido ao grande sucesso da empresa a marca, internamente, volta a sua atenção para a Disney Difference – uma dinâmica de criação de valor baseada em altos padrões de qualidade e reconhecimento que destacam a Disney dos seus concorrentes. Essa dinâmica acontece utilizando múltiplas atividades, como por exemplo a interatividade.

Foco, planejamento e estratégia: o caso Disney

A Disney está à frente da maioria das empresas hoje, por lançar mão de tecnologias avançadas e emergentes propiciando conectividade entre a empresa e os consumidores. São sites, podcasts, clipes, experiências virtuais em parques temáticos, que fazem da marca uma das mais conhecidas do mundo, como também uma das mais caras.

A estimativa de gasto na Disney e afins chegam a 13bi de HORAS/ano! Destrinchando os números, são 10bi/h assistindo ao canal Disney Channel, além de 800mi/h em resorts e parques temáticos e 1,2bi/h assistindo a filmes da Disney – em casa, no cinema ou no computador. Isso faz da marca a 63ª no ranking das maiores empresas do mundo, com arrecadação média de US$38bi por ano e uma legião de fãs que sonham um dia participar dessa experiência mágica que a Disney proporciona.

A importância do lead para uma estratégia de marketing digital

A importância do lead para uma estratégia de marketing digital

Lead, em Marketing Digital, é um potencial consumidor de uma marca que demonstrou interesse em consumir o seu produto ou serviço. Esse interesse é definido pelo preenchimento de formulários para download ou acesso de conteúdos ou pelo contato direto em busca de mais informações sobre a oferta.

De modo simplificado, um lead é um usuário que está ao alcance da empresa, independentemente do canal digital ao qual ele está conectado.

Porque são tão importantes para uma a estratégia de marketing digital ?

Uma vez captado um Lead se torna um potencial cliente, sua empresa tem a oportunidade de guiá-lo em sua jornada de compra até transformá-lo em um cliente efetivo.

No cenário de consumo atual um cliente faz buscas e comparações antes de comprar um produto ou serviço. Por isso é necessário que as empresas se atualizem em relação ao atendimento e marketing que deve ser feito para esse cliente.

Com uma boa estratégia de Inbound marketing e geração de Leads, sua empresa tem muito mais oportunidades de captar potenciais clientes e conduzi-los em sua jornada de compra de maneira que esse cliente sinta confiança e satisfação.

Portanto as estratégias de captação de Leads e nutrição dos mesmos, além do suporte em toda sua jornada, são de extrema importância para o sucesso do marketing da sua empresa.

A jornada de compra de um lead

A Jornada de compra é composta por todos os estágios que uma pessoa passa até comprar um produto ou serviço, passando pelo conhecimento do tema, percepção de suas necessidades até sua decisão final de compra.

A função da estratégia de geração de Leads é além de captar os dados de contato, saber o que esse potencial cliente precisa, o que eles buscam, dados como, quantas vezes ele clicou em determinado link, quanto tempo ele permaneceu em determinado conteúdo, quantos e-mails foram lidos, para então, guiá-lo nessa jornada. 

 Por que eu preciso gerar leads ?

Vamos supor que você precisa de um encanador e não conhece nenhum na sua região. Como todo mundo hoje em dia, você provavelmente vai ligar seu computador ou smartphone e pesquisar na internet um serviço nas redondezas.

Você se depara com dois sites. Em um deles, vê uma página com os dados de contato e algumas imagens aleatórias de tubos e pias.

Em outro, você clica direto em um link para um texto abordando exatamente o seu problema (um vazamento no encanamento, por exemplo), possíveis causas do problema e até dicas de manutenção para que isso não ocorra no futuro.

Qual deles chamaria mais a sua atenção? Provavelmente o segundo, certo?

Isso ocorre porque você precisa cativar o seu possível consumidor, atraindo-o para a sua página de forma a ajudá-lo.

A partir daí, você estabelece uma relação de confiança com alguém que já está interessado no que você tem a oferecer e aberto para uma possível oferta dos seus serviços no futuro.

Viu só como é importante gerar leads? Você passa a dialogar com pessoas que já têm interesse no que você tem a oferecer!

O que são leads qualificados?

Infelizmente, não há garantia de que um lead se transformará em um cliente ou de que retornará ao seu site. Contudo, o mesmo não se aplica ao lead qualificado.

Esse conceito abrange o usuário que já identificou um problema e está em busca da solução, ou seja, alguém que está realmente considerando comprar seu produto ou contratar seu serviço.

Em resumo, leads que têm um nível de engajamento elevado estarão mais suscetíveis a realizar uma compra.

Nesse estágio, é preciso que o conteúdo das suas ações seja mais específico para convencer o lead qualificado de que você oferece a melhor solução.

 Quais as melhores estratégias para gerar leads?

 Vamos apresentar algumas estratégias que podem ajudá-lo a crescer sua base de leads:

. Blogs

. Email marketing

. Mídia paga

. Comarketing

Como analisar o impacto de leads gerados ?

Quantidade de leads- Uma métrica óbvia, mas necessário acompanhar de perto e definir objetivos mensais, trimestrais e anuais, sempre alinhados com os objetivos da empresa.

Portanto, tenha claro para seu time de marketing e vendas quantos leads eles devem gerar naquele determinado período, um dashboard compartilhado para ambos os times facilita a visualização. 

Canais de aquisição – Acompanhamos mês a mês quais as ações deram certo ou errado, baseado nas melhorias propostas no mês anterior, ou seja, sempre há melhorias nas ações dos meses seguintes com base nos números apresentados anteriormente.

Receita de marketing- O marketing de toda empresa é o motor que empurra para o crescimento, então temos a responsabilidade de gerar um certo valor em receita todos os meses, já que quanto mais acessos, mais leads/MQLs, mais clientes, mais receita. 

Essa métrica também é definida baseada nos objetivos de negócio da empresa.

Agora que você já descobriu que gerar leads é extremamente importante para o crescimento do seu negócio, é hora de colocar a mão na massa e aplicar ou adaptar sua estratégia de geração de leads.

Leia mais artigos em nosso blog e não deixe de acessar nosso site!

O que é SEO para sites e quais as suas vantagens

Searching Engine Optimizing SEO Browsing Concept

O que é SEO e porque devo aplicá-lo ao meu site?

O buscador mais utilizado do mundo, o Google, com bilhões de pesquisas por mês, é o caminho indispensável para buscar dados sobre os mais possíveis temas, tendo como atribuição principal, mostrar links guiando para sites pertinentes para a palavra-chave digitada pelos usuários.

Existem alguns aspectos de rankeamento que são levados em consideração pelo Google e são utilizados como estratégias para aprimorar conteúdos de páginas, principalmente, para que elas sejam indexadas aos resultados das pesquisas, gerando tráfego orgânico para o seu site.

Neste artigo, explicamos o que é o SEO, suas vantagens e porque você deve aplicá-lo em seu site.

O que é o SEO?

A sigla SEO vem da língua inglesa e significa “Search Engine Optimization”, que em uma tradução livre quer dizer “Otimização de Sites para Mecanismo de Busca”. SEO é o aperfeiçoamento, por meio de um conjunto de técnicas, de uma página na internet  ou de um site inteiro, para que estes sejam autenticados, indexados e rankeados por buscadores como o Google, YouTube, Bing e afins.

Em cada busca, o Google procura ordenar os conteúdos em um ranking que disponha as melhores respostas nas primeiras posições em 99% dos casos.

Cada pesquisa apresenta uma chance para a sua marca disponibilizar a melhor resposta para o que os usuários procuram.

Dessa forma, você tem mais possibilidades de ganhar visibilidade e cliques, conseguir mais tráfego orgânico e ter mais resultados com a sua presença online.

Porém, você precisa comprovar ao Google que tem a melhor resposta e merece sobressair nas primeiras posições da SERP (Search Engine Results Page).

Mas isso não significa apenas ter conteúdo relevante, mas também oferecer uma boa facilidade de uso, conquistar autoridade no mercado e possibilitar uma boa leitura das páginas ao Google.

Esse é o propósito de uma estratégia de SEO.

SEO também faz parte do SEM (Search Engine Marketing), que compreende todo tipo de estratégia para mecanismos de pesquisa, até mesmo a criação de anúncios pagos e links patrocinados.

SEO, logo, são apenas estratégias orgânicas, que não incluem compra de mídia. Por essa razão, o aumento do retorno sobre o investimento (ROI) e a redução do custo de aquisição de clientes (CAC) costumam ser resultados do SEO.

Por que usar SEO?

O benefício de aplicar técnicas do SEO é que, com a otimização de páginas e sites, é viável alcançar leads qualificados. Porém, isso não acontece de uma hora para outra, claro. As respostas acontecem a médio e longo prazo, visto que é imprescindível tempo para planejar e testar quais técnicas atuam melhor no seu método.

Focando nas estratégias de marketing digital, algumas das vantagens indispensáveis do SEO compreendem:

• Gerar tráfego orgânico, ou seja, sem custos diretos;

• Aumentar o número de visitantes;

• Destacar sua marca da concorrência nos resultados de busca;

• Melhorar a taxa de conversão e conquistar mais leads;

• Aumentar o Índice de Qualidade das páginas e reduzir custos em mídia paga.

Existem princípios diferenciados avaliados pelos buscadores e, assim, diferentes técnicas e alterações necessárias em um domínio para otimizar sua leitura.

Search Engine Optimization target marketing concept with red dart target hitting in bullseye on dartboard and colorful alphabet wood letters SEO over light blurred bokeh background

Fatores de Rankeamento

O Google não expõe claramente quais são esses elementos, embora dê algumas referências que entregam alguns segredos. Além do mais, o próprio mercado se mobiliza para fazer pesquisas que apontam a repercussão de determinada ação no posicionamento de uma página.

De modo global, sabemos que as razões de rankeamento se segmentam em dois grupos: on page e off page.

On page

Os motores de rankeamento on page estão nas suas próprias páginas.

Quando tratamos  de SEO on page, estamos falando de otimizações nesses processos:

  • Conteúdo;
  • Título e Meta descrição;
  • Heading tags;
  • Imagens;
  • URLs;

O Google considera esses fatores para captar o que as suas páginas estão dizendo e, dessa forma, fazer a indexação exata.

Além do mais, auxiliam o buscador a compreender se você está possibilitando uma boa experiência ao usuário, com conhecimento e organização.

Off page

Os elementos off page, logo, são fatores externos da página que mostram se ela é um padrão.

Consequentemente, o SEO off page baseia-se em otimizar a autoridade do site frente à usuários e de outros sites da web, com foco na aquisição de backlinks:

  • Quantidade de backlinks;
  • Diversidade de backlinks;
  • Contexto dos backlinks;
  • Menções à marca;

Para o Google, elementos como esses revelam qual é o nível de autoridade de um site na web.

Você também pode verificar esse assunto em

https://www.seomaster.com.br/blog/o-que-e-seo

Mas enfim, o SEO é um universo gigante! Logo, se você quiser se dedicar a esse assunto, não deixe de ler os artigos que colocamos aqui e que trazem mais particularidades para você aprender tudo.